terça-feira, 16 de novembro de 2010

SOTNEMASNEP

Vivemos um tempo em que moveres espirituais e espetáculos "gospel" são mais importantes que a presença do Senhor.
Quem dera se compreendessemos assim como Elias que o Senhor não estava no fogo, nem no vento forte, mais na brisa leve e suave.
Vivemos um tempo em que o Espírito Santo não encontra mais espaço pra se mover em nós.
Nossa RELIGIOSIDADE impede o fluir do Espírito.
Vivemos um tempo em que ser cristão é apenas um acessório colocado na hora de sair de casa.
Tentamos combiná-lo com nossa roupa ou com nosso estado de espiríto.
Podemos guardá-lo em gavetas ou na estante.
Onde foi parar o amor?
O Senhor deseja que o genuíno amor que Ele nos dá seja compartilhado com aqueles que ainda não conheceram este amor.
Mais calamos nossa voz, fechamos nossos ouvidos, encolhemos nossos braços e esperamos que Deus abençoe e ajude aqueles que Ele colocou em nossa vida para que alcancemos.
Tenho medo da Igreja de hoje.
Medo de gente sem amor, sem compaixão e literalmente sem a junção destas palavras COM PAIXÃO!
Gente que acha ter a fórmula do Cristianismo, fórmula para ter o poder de Deus...
Os cultos de adoração se tornaram agrupamento de gente que não busca ter relacionamento de Deus e que busca alguém que as faça ter.
Enquanto estivermos esperando o fluir do Espírito através de coisas externas nunca chegaremos a simplicidade do Evangelho. Nunca vamos chegar as profundezas do conhecimento de Deus...e nunca poderemos viver a Palavra de conhecer e prosseguir em conhecer ao Senhor.
Nunca experimentaremos a alegria de ser confortado por Deus na angústia e de sermos libertos das algemas que nos impedem de sermos livres para Deus e por Deus!
Nunca seremos de Deus...