terça-feira, 16 de novembro de 2010

SOTNEMASNEP

Vivemos um tempo em que moveres espirituais e espetáculos "gospel" são mais importantes que a presença do Senhor.
Quem dera se compreendessemos assim como Elias que o Senhor não estava no fogo, nem no vento forte, mais na brisa leve e suave.
Vivemos um tempo em que o Espírito Santo não encontra mais espaço pra se mover em nós.
Nossa RELIGIOSIDADE impede o fluir do Espírito.
Vivemos um tempo em que ser cristão é apenas um acessório colocado na hora de sair de casa.
Tentamos combiná-lo com nossa roupa ou com nosso estado de espiríto.
Podemos guardá-lo em gavetas ou na estante.
Onde foi parar o amor?
O Senhor deseja que o genuíno amor que Ele nos dá seja compartilhado com aqueles que ainda não conheceram este amor.
Mais calamos nossa voz, fechamos nossos ouvidos, encolhemos nossos braços e esperamos que Deus abençoe e ajude aqueles que Ele colocou em nossa vida para que alcancemos.
Tenho medo da Igreja de hoje.
Medo de gente sem amor, sem compaixão e literalmente sem a junção destas palavras COM PAIXÃO!
Gente que acha ter a fórmula do Cristianismo, fórmula para ter o poder de Deus...
Os cultos de adoração se tornaram agrupamento de gente que não busca ter relacionamento de Deus e que busca alguém que as faça ter.
Enquanto estivermos esperando o fluir do Espírito através de coisas externas nunca chegaremos a simplicidade do Evangelho. Nunca vamos chegar as profundezas do conhecimento de Deus...e nunca poderemos viver a Palavra de conhecer e prosseguir em conhecer ao Senhor.
Nunca experimentaremos a alegria de ser confortado por Deus na angústia e de sermos libertos das algemas que nos impedem de sermos livres para Deus e por Deus!
Nunca seremos de Deus...

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Pelo caminho

Pelo caminho, deixei o amor, abraços não dei, sonhos não sonhei, amigos não fiz.
Pelo caminho, encontrei espinhos e não fui feliz.
Pelo caminho, as folhas secaram, as flores murcharam, a luz apagou.
Pelo caminho, olhos choraram, corações quebraram, o amor acabou.
Pelo caminho, palavras cessaram,tristezas ficaram e já nem sei quem sou.
E nesse caminho, já tão tortuoso, difícil e penoso, comigo Ele andou.
Os vales passei, desertos andei, Ele em minhas mãos segurou.
E como criança, me pôs em seu colo e em Seus braços me carregou.
E em tantas palavras de esperança, o meu coração ali encontrou.
A paz, a alegria, amor, refrigério e nesse caminho a busca findou.
Encontrei Jesus!
Pelo caminho, encontrei Jesus!

segunda-feira, 21 de junho de 2010

O vaso e o Oleiro

Nossa...última postagem em março/2010...quanto tempo...
Meses se passaram e posso dizer que muitas vezes para que o Senhor possa falar, temos que calar.
A Palavra do Senhor nos ensina que há tempo para todas as coisas...Tempo de Falar e tempo de calar.
Estou vivendo um tempo de silêncio em minha vida.
Mais é no silêncio que Deus trabalha e me transforma no vaso de honra que Ele quer que eu seja.
O Oleiro está refazendo o vaso.
O vaso foi quebrado. Dos pedaços que restaram de mim, le está fazendo um vaso novo.
As imperfeições e rachaduras foram restauradas.
Ele está refazendo o vaso para que possa encher.
Só queria deixar registrado que ainda não acabou.
O Oleiro ainda molda o vaso.
O tempo de falar virá, o vaso será cheio e transbordará.








Deus abençoe.

sábado, 27 de março de 2010

E o que os Nardoni tem a ver com Maria Madalena, Amanda?

Não falarei de algo fácil.
Confesso que alguns recentes acontecimentos despertaram em mim um anseio por  inspiração do Alto.
Esta madrugada ao assistir aos noticiários da TV, mais especificamente sobre a condenação dos réus no caso Isabella, me deparei com uma grande tristeza no meu coração.
Não me senti feliz pela condenação deles.
Não soltei fogos como muitos fizeram, não me alegrei com a dor de famílias que foram destruídas. Não fui tomada por um sentimento de justiça a qualquer preço.
Me deparei com pessoas que poderiam matá-los assim como eles puderam matar e me questionei se elas poderiam se sentir melhores do que eles.
Nós seres humanos somos mestres em vestirmos uma capa de justiceiros, corretos e juízes.
Tenho medo isso.
Me lembrei do encontro de Maria Madalena e de Jesus.
Maria Madalena havia pecado. Multidões se reuniram para matá-la. Julgamentos, condenações. Pedras.
E Jesus, com seu típico comportamento, disse uma frase que mudou todo o cenário.
Aquele que nunca cometeu pecado, que atire a primeira pedra.
Sinto-me tomada por um sentimento de compaixão.
Jesus ama os Nardoni, assim como me ama, como ama você e como ama Isabella.
Jesus sente as mesmas dores que eles estão sentindo.
Que amor é esse que alcança assassinos, prostitutas, ladrões, mentirosos?
O amor de Jesus ainda é sobre eles.
Desejo que a história deles possa ser transformada pelo amor de Jesus.
Nao me sinto nem mais e nem menos pecadora que eles.
Sinto que tudo isso é consequência da falta de Jesus e do amor Dele nessas vidas.
A Palavra nos afirma que da mesma forma que julgarmos, seremos julgados.
Não atiremos pedras em que já está no chão.
Espero que Jesus me ensine a amar.
Com um amor que é capaz de perdoar, estender a mão, acreditar.
Jesus é o Juiz e das mãos Dele, somente Dele, deve vir a verdadeira justiça.
Ainda há chance para eles. Ainda há chance para nós.

Deus abençoe.

domingo, 7 de março de 2010

Por que você não quer mais ir a Igreja?

Estou lendo um livro que tem me inspirado muito.

O nome do livro é "Por que você não quer mais ir a Igreja?" de Wayne Jacobsen e Dave Coleman.
Talvez você assim com eu tenha se feito essa pergunta diversas vezes.
Afinal, por que eu não quero mais ir a Igreja?
Talvez porque a Igreja tenha perdido sua essência, seus fundamentos.
Talvez você sinta que não se encaixa em padrões e regras.
Talvez você diga que não consegue ser tão santo como fulano, que não tem o dom do ciclano...ou simplesmente você olhe pra você e sinta que anda doente demais, pecador demais pra estar na Igreja.
A Igreja anda cheia de gente curada, santa, restaurada.
Eis o maior erro.
Jesus não veio para os sãos, mais para os doentes. Jesus veio para os pecadores e não para os santos.
A religiosidade transformou a Igreja em um lugar onde as pessoas não querem estar.
Sentamos no banco da Igreja, damos o dízimo, ofertamos, levantamos nossas mãos como forma de adoração, mais no fundo nada mais somos do que mais um lugar ocupado na Igreja.
Nos alimentamos, mais não saciamos nossa fome. Bebemos, mais não matamos nossa sede.
Jesus trazia palavras difíceis de serem compreendidas.
A Palavra nos ensina que para aqueles que não podiam compreendê-la, Ele ensinava através de parábolas. Mais para os discípulos, não deveria ser preciso.
Por que será então que nós não compreendemos o que Cristo veio ensinar?
Jesus não habita em templos feitos por mãos humanas! Nós somos a Igreja!
Você assim como eu deve ter ouvido essas palavras inúmeras vezes, mais não compreendeu.
Ser a Igreja de Cristo é acolher dentro de você os pecadores. É lidar com todos os sentimentos que o pecado nos traz e não se sentir culpado por senti-los, mais saber que só Jesus pode transformar, curar, libertar.
Jesus quer habitar em nosso coração sujo.
Engano seu, achar que somente quando você estiver limpo, curado, santo...que Jesus vai habitar.
Ele quer sentir as suas dores, compartilhar suas fraquezas e aperfeiçoar Seu poder nelas.
Vivemos tentando ser fortes. Se soubessemos e vivessemos a Palavra que quando somos fracos é que somos fortes.
Alguns de nós culpam as instituições religiosas. Outros, culpam a Deus.
Precisamos entender que Deus quer ter um RELACIONAMENTO conosco.
E este relacionamento vai muito além de domingos, ministérios, dízimos e ofertas.
No livro de Apocalipse, no capítulo 2 encontramos uma Igreja muito comum nos dia de hoje e se parece com tantos cristãos.
A Igreja de Éfeso era uma Igreja que possuía obras diante do Senhor. Ela trabalhava e perseverava na paciência. Ela sabia ou pelo menos estava tentando saber esperar no Senhor. Ela não aceitava em seu meio qualquer tipo de apostasia, ela sabia discernir o que era de Deus e o que não era. O que era verdade e o que era mentira.
Porém, Deus tinha algo contra ela.
Ela havia deixado o primeiro amor e por consequência disto o Senhor a alertava que ela poderia perder sua Salvação.
O Senhor a alertava de que ela necessitava lembrar de onde havia caído e que precisava se arrepender.
Entendo que podemos viver toda a nossa vida na Igreja, participar de ministérios, dizimarmos, ofertarmos e ainda assim não possuímos um relacionamento real com Deus.
Não sermos filhos e não desfrutarmos desta filiação.
Quem tem ouvidos, que ouça , o que o Espírito diz a Igreja.
Desejo que estas palavras queimem o nosso coração assim como nosso coração queimou quando Jesus nos chamou.
Que o Espiríto possa fluir como um rio e não como uma piscina.
Que O Senhor possa se mover com liberdade em nossas vidas, sem lugar, dia e hora marcados.
Que aprendamos a cada dia que o Evangelho de Cristo é simples e puro e que nada tem a ver com o quão santos, sem pecados, religiosos, adoradores e doadores nós possamos ser.
Mais que o Evangelho é o Amor.
O Amor que Cristo tem por cada um de nós.
Não precisamos e nem podemos fazer algo para merecê-lo. A Cruz já basta.
Não limite sua fé e seu relacionamento com a quantidade de dias que você vai a Igreja ou com sua incansável tentativa humana de ser fiel.
Seja pobre, fraco, incapaz, limitado. Não plaqueie a Igreja de Cristo.


Seja a Igreja!

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Todo conselho, resposta e decisão vem do Senhor!

Esta manhã, o Senhor me fez meditar em Isaías 30. Comecei a escrever este texto no meu caminho ao trabalho e espero que Deus fale com vocês através dele.
Muitas vezes, temos alguns questionamentos dentro de nós e buscamos conselhos no "Egito".
Talvez você me diga: Não Amanda! Eu não tenho buscado conselhos no mundo, pelo contrário, tenho pedido conselhos para aquele irmão x ou y e ele é uma pessoa de Deus!
Mais sabe o que Deus me revelou?
Que tudo aquilo que não é Ele, é o Egito!
E aí podemos nos perguntar:
Por que temos nos aconselhado com pessoas se todo conselho vem de Deus e somente Deus pode nos orientar sobre o que devemos ou não fazer? Ou porque buscamos respostas em nosso "grande conhecimento humano"?
O Senhor foi muito claro esta manhã ao me dizer: O conselho que você necessita vem de mim! A resposta para esta situação está na minha Palavra!
O grande problema é que temos medo de ouvir a Deus!
E se aquela resposta que preciso não for a que tenho esperado? E se...e se...
Deus está cansado dos nossos "e se..." sabia?
Em Salmos 20, existe uma Palavra poderosa que sempre guardo comigo:"Uns confiam em carros, outros em cavalos. Porém, nós fazemos menção e nos gloriamos no nome do Senhor, nosso Deus"
Ou seja, nossa confiança precisa estar depositada o Senhor!
É no Senhor que nossas orações são respondidas. É no Senhor que encontramos a direção que devemos tomar. É no Senhor e baseados em Sua Palavra que devemos tomar decisões.
Conforme Deus foi me revelado esta Palavra, pode ver as inúmeras vezes que ao invés de buscar resposta, conselho e direção do Espiríto Santo, eu ia lá e desabafava com o irmão x e agia conforme o que "eu" achava certo, conforme o meu conhecimento.
Existe uma Palavra que tenho orado constantemente e tenho procurado tomar posse dela em todos os momentos: O Espiríto Santo nos ensina todas as coisas!
Ou seja, se não sei que direção tomar, Ele vai me ensinar. Se não sei o que dizer, Ele vai me ensinar.
No versículo 1 e 2 de Isaías 30, a Palavra nos revela que aquele que toma conselho de outra pessoa que não seja o Senhor, que aquele que desce ao Egito sem pedir conselho ao Senhor, que se fortifica na força de Faraó e que confia na sombra do Egito é chamado de filho rebelde.
Entendo que isso não tem só a ver com o mundo.
Mais sim com todas as vezes que agimos sem o direcionamento de Deus e todas as vezes que colocamos nossa força e confiança em algo ou alguém que não seja o Senhor.
O versículo 3 nos mostra que esta força se tornará vergonha e essa confiança será confusão!
Olha que coisa séria isso gente! Porém se Deus nos repreende é porque como um Pai Ele nos ama!

Gostaria de terminar este texto com o versículo 7, assim que li este capítulo comecei a agradecer a Deus porque todas as minhas dúvidas foram respondidas através dele!
"Porque o Egito os ajudará em vão e para nenhum fim, por isso clamei a cerca disto: No estarem quietos está a sua força!"
Que hoje você assim como eu, possamos aquietar dentro de nós todos os questionamentos e dúvidas.
Que busquemos conselho no Senhor e que depositemos nossa confiança nele e nos fortifiquemos na Sua Palavra.
Todo conselho, resposta e decisão vem do Senhor!









sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Simplicidade e Sinceridade!

Ontem vivi uma experiência que me fez refletir sobre a importância de servir a Deus com todo o coração e com toda sinceridade que há nele.

O que faz de nós servos, adoradores e discípulos não é a quantidade de vezes que vamos a Igreja, não são nossas palavras sempre tão corretas e agradáveis...
Um dia escutei uma ministração sobre os fariseus. Pessoas que falavam e não cumpriam e que escondiam o que realmente guardavam em seu coração.
Quantos fariseus podemos encontrar em nosso meio, você não acha?
Muitos de nós nos escondemos em um véu de religiosidade, ocultamos das pessoas quem somos, o que fazemos...mais nos esquecemos de um detalhe.
Deus conhece nosso coração!
Sim, Ele conhece as intenções dos nossos corações, tudo aquilo que preferimos esconder por vergonha, por orgulho ou simplesmente porque não podemos perder nossos títulos.
Fui a uma Igreja “aparentemente” tão cristã, mais lá só pude encontrar máscaras! Religiosidade! Julgamentos!
Desculpe minha sinceridade, mais não pude sentir o Espiríto Santo agindo naquele lugar. Sim, sei que Jesus está em todos os lugares! Mais se houvesse um lugar que Ele não queria estar, seria lá.
É triste pensar isso.
Cada dia mais me convenço que a presença e o agir De Deus está nas coisas simples. Naquela conversa que temos com nossos amigos expondo nossas fraquezas e lutas. Naquela oração que fazemos a noite com o joelho no chão. Nas lágrimas que derramamos quando nos sentimos só, mais que nos dá força para acordar . Naquele louvor que escutamos e que muda toda a história do nosso dia.
Deus não exige atos esplendorosos de religiosidade. Deus exige sinceridade de coração.
De que adianta saias até o pé e véus na cabeça, se nosso coração fechado está?
Quem nos intitulou melhor ou maior do que alguém?
Deus não habita em templos feitos por mãos humanas. Deus habita em mim e em você.
Eu sou templo do Espiríto Santo de Deus! Deus habita em meu coração!

É dentro de mim que a obra deve ser feita.
Por isso, sirva a Deus e o adore com o coração. É na simplicidade e na sinceridade dele que Deus trabalha.



sábado, 16 de janeiro de 2010

01-2010!

2010...um novo ano, uma nova história?
Faz tempo que não posto nada aqui...confesso que além da falta de tempo, me falta também a inspiração.
Passaram-se as festas, a euforia de um novo ano e 2010 abriu suas cortinas para quem quiser descortiná-lo.
Conheci uma pessoa que tem me feito refletir muito sobre a vida.
Uma mulher "crente" mais que desde que a conheci não a vi fazendo nada além de reclamar.
Ouvindo seus desabafos, sua não aceitação a vida...enfim...ela acha que não está certo pessoas boas como ela sofrerem...que tudo está errado, que nada dá certo...
Tentei argumentar várias vezes...mais sabe aquele ditado de que não adianta falar pra quem não quer ouvir?
Pois é. Nem todas as pessoas entendem o presente precioso que é a vida.
O problema é que as pessoas querem viver só o lado bom e feliz da vida...as bençãos.
E ainda declarei a Palavra a ela dizendo o que Jesus nos disse...que passaríamos por aflições, mais que deveriamos ter bom ânimo pq Ele venceu o mundo!
Decepções? Sonhos destruídos? Problemas? Tristezas?
Impossível viver a vida sem passar por isso.
Mais são esses momentos que fazem de nós verdadeiros cristãos.
Quando passamos a servir e a amar a Deus por quem Ele é nas nossas vidas e não pelo que Ele faz.
Conversar com pessoas assim , me faz entender que maturidade espiritual é consequência de um relacionamento verdadeiro e íntimo com Deus...
Quando passamos a conhecer um Deus Pai e não somente um Deus abençoador e doador.
Deus tem várias facetas em seu caráter e devemos conhecer a todas elas.
Comecei o texto falando de 2010.
Acredito que um novo ano é uma oportunidade que Deus nos dá para prosseguirmos a caminhada.
Não devemos apagar o que vivemos nos anos anteriores, mais levá-los como um tempo em que Deus fez o que tinha que fazer.
Não aconteceu o que você queria que acontecesse?
Não era o tempo!
Deus tem coisas novas pra todos.
Só depende de nós vivê-las!

Deus abençoe...